Com rachaduras e infiltrações, Theatro Fernando Montenegro está fechado há 3 anos por falta de manutenção

Sem o espaço, profissionais ligados à cultura reclamam que Palmas perde eventos que movimentariam a economia e o turismo. Prefeitura diz que obras vão começar após o período chuvoso.

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


O primeiro teatro construído na capital, o Fernanda Montenegro, está fechado há três anos. Alegando problemas de infiltração, a prefeitura anunciou em maio deste ano que a estrutura passaria por uma reforma. Um laudo técnico está sendo feito sobre a atual situação do teatro.

-- Publicidade --

-- Publicidade --

O prédio, que completou 26 anos em setembro, apresenta rachaduras na parte interna e a energia foi cortada por motivos de segurança. O Conselho Municipal de Cultura disse que está acompanhando o processo, Hananias Vieira, presidente da entidade, disse que tem cobrado agilidade da Fundação Cultural, responsável pela administração.

Hananias também afirmou que, em parceria com o Conselho Estadual de Cultura, foi aprovado um recurso de R$ 1,8 milhão para a reforma. “Apresentamos a proposta, explicamos a urgência da reforma e agora estamos esperando os trâmites legais”.

Teatro é considerado o maior do estado — Foto: TV Anhanguera/Reprodução

O teatro é considerado o teatro mais importante da capital. Por causa dos problemas estruturais, Palmas tem ficado fora de circuitos nacionais, que além de gerar uma perda cultural, também causa perda financeira.

Regina Reis é produtora cultural e disse que teve que recusar peças por não ter o espaço disponível e também reclama da quantidade de mão de obra que se perde. “Contrato cerca de 30 pessoas diretamente em cada peça. A arte e o turismo são interligados, a cerca de 50 cadeias produtivas são prejudicadas”, acrescentou a produtora.

Perda para acadêmicos

 

Além disso, os alunos do curso de teatro da Universidade Federal do Tocantins (UFT) perdem bastante com a falta de um lugar como esse. “Os alunos do curso são artistas em formação e necessitam ter acesso ao um lugar como o Fernanda Montenegro, com a estrutura, palco e espetáculos que eram trazidos”, disse Thaise Nardin, coordenadora do curso de teatro da UFT.

O que diz a prefeitura

 

Em nota, a Fundação Cultural de Palmas, disse que recebeu o laudo técnico para a reforma, que já está terminando o projeto e que no fim do período chuvoso as reformas devem ser iniciadas.

A justificativa do prazo é que por ter infiltrações, será necessário fazer uma impermeabilização do teatro que não pode ser executada nesse período.

Fonte globo
você pode gostar também
×