Prefeitura decide continuar com aulas remotas em Araguaína

O retorno estava previsto para a próxima segunda-feira, 29, mas foi suspenso por tempo indeterminado devido ao número de casos de covid-19 e ocupação de UTIs.

Tempo estimado para leitura: 3 minuto(s)


O prefeito de Araguaína, Wagner Rodrigues, decidiu adiar por tempo indeterminado o retorno das aulas semipresenciais da Rede Municipal de Ensino que estava previsto para a próxima segunda-feira, 29, de acordo com o cronograma organizado pela Secretaria Municipal da Educação. A decisão foi tomada por conta da ocupação dos leitos de UTI para pacientes com covid-19 em Araguaína e ainda ao elevado número de casos ativos da doença na cidade.

“Este retorno para o sistema híbrido, com o revezamento de turmas, está sendo avaliado de forma cautelosa pela Secretaria da Educação. Estamos acompanhando os números da covid em Araguaína e levando em consideração as recomendações dos órgãos fiscalizadores para que façamos um retorno seguro para todos”, explicou o prefeito Wagner Rodrigues.

Atualmente, os estudantes da rede pública municipal continuam assistindo às aulas pelo sistema remoto, com atividades não-presenciais que podem ser acessadas on-line ou retiradas pelos pais na própria instituição de ensino em que o estudante está matriculado.

“Tem sido gratificante ver o comprometimento dos pais em buscar as sequências didáticas propostas para a criança realizar em casa, bem como a interação com professores através de vídeos ou pelo Portal do Aluno”, explicou a secretária municipal da Educação, Elizângela Moura.

A equipe da secretaria, que é composta por diversos profissionais da educação, como psicólogos e assistentes sociais, têm monitorado todas as escolas com frequência e auxiliado quando necessário junto às famílias. “Nosso intuito é de oportunizar o envolvimento e participação efetiva dos nossos alunos. Estamos nos esforçando para que as crianças continuem recebendo uma educação de qualidade mesmo durante este período de pandemia”, destacou a secretária.

Testagem dos servidores

Além das medidas de segurança já implantadas pelo município para garantir a segurança dos alunos após o retorno do sistema semipresencial com revezamento de turmas, a Prefeitura de Araguaína realizou a testagem de todos os servidores da Educação. Os testes rápidos foram aplicados em duas unidades, resultando em um relatório para cada creche ou escola da rede municipal.
“O objetivo foi descobrir se há uma subnotificação de casos positivos entre os servidores. Quando achamos um caso assintomático, podemos intervir fazendo o isolamento da pessoa e seus contatos, contribuindo para diminuir o número de novos casos”, disse a coordenadora da Vigilância Epidemiológica, Regina Gomes.

Outro parâmetro que está sendo analisado pela Secretaria da Educação é a taxa de contaminação entre os 19.138 alunos matriculados nas creches e escolas, que atualmente é de 0,03%.

Seguindo as medidas

Entre as regras de prevenção que foram estabelecidas para o retorno das aulas presenciais estão o distanciamento de 1,5 m entre os alunos desde a entrada na instituição, até os espaços comuns, com banheiros e salas de aula. O uso de máscaras tanto para alunos quanto para funcionários é obrigatório e os alunos terão a temperatura corporal aferida na entrada da unidade.

Com o retorno presencial, os estudantes que apresentarem mais de 37,5º deverão ser encaminhados de volta à residência para que a família procure assistência médica. Também não será permitida a permanência de crianças e adultos com sintomas gripais.

Fonte primeirapagina
você pode gostar também