PSDB define regras para prévias, mas Doria ainda tenta mudar peso dos votos

Proposta foi aprovada por unanimidadeFiliados sem mandato devem ter 25%Outros 75% serão para mandatários

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


A Executiva Nacional do PSDB aprovou, por unanimidade, nesta 3ª feira (8.jun.2021), as regras para a escolha do candidato do partido à Presidência da República em 2022. A proposta foi elaborada pelo ex-deputado Marcus Pestana (MG) e discutida em uma comissão que debate as prévias do PSDB. O modelo aprovado é uma derrota para o governador de São Paulo, João Doria.

Pelas regras aprovadas, os votos dos filiados sem mandato valerão 25% do total. Os outros 75% dos votos serão dados por 3 grupos diferentes. O 1º é composto por prefeitos e vice-prefeitos filiados ao PSDB. O 2º, inclui vereadores, deputados estaduais e distritais. O 3º terá deputados federais, senadores, governadores e os ex-presidentes da sigla. Doria defendia votos com o mesmo peso para todos os integrantes do partido. Eis a íntegra da proposta (71 KB).

Durante a reunião, 2 grupos antagônicos apresentaram propostas diferentes. Marco Vinholi, presidente estadual do PSDB de São Paulo e aliado de Doria, apresentou um destaque propondo que seja dado o peso de 50% para os votos dos filiados e 50% dos mandatários.

O grupo do deputado federal Aécio Neves (MG) também propôs uma alteração no modelo aprovado, reduzindo ainda mais a participação dos filiados. Os 25% deles seriam divididos em 2: 12,5% para filiados e 12,5% para dirigentes estaduais do partido. São 405 no total.

Segundo comunicado do PSDB, o modelo será enviado aos pré-candidatos para eventuais ajustes. A próxima reunião do colegiado está marcada para 3ª feira (15.jun).

O Arthur Virgílio foi designado para conversar com o grupo de cada um dos pré-candidatos e tentar chegar a uma proposta de consenso“, disse ao Poder360 o presidente da comissão de prévias e ex-senador, José Aníbal.

Hoje avançou a base da proposta. Agora vamos definir o peso que cada um vai ter nas prévias“, disse Marco Vinholi.

As eleições primárias do partido, para escolher o candidato à Presidência, devem ocorrer em 21 de novembro.

Hoje, o PSDB tem 4 pré-candidatos. Além de João Doria, o governador gaúcho Eduardo Leite pleiteia o posto, assim como o senador Tasso Jereissati e o ex-prefeito de Manaus Arthur Virgílio Neto.

A Comissão das Prévias do PSDB foi formada pela prefeita de Palmas, Cinthia Ribeiro; o presidente do PSDB-SP, Marco Vinholi; o senador Izalci Lucas; os deputados federais Pedro Vilela e Lucas Redecker; e o ex-deputado Marcus Pestana, sob a coordenação do ex-presidente nacional do PSDB, José Aníbal.

Fonte poder360
você pode gostar também