ARAGUATINS: Membros e servidores da Defensoria Pública fortalecem campanha contra violência

Tempo estimado para leitura: 2 minuto(s)


Os Núcleos Especializados de Defesa da Criança e do Adolescente (Nudeca) e de Defesa dos Direitos da Mulher (Nudem) da Defensoria Pública do Estado do Tocantins (DPE-TO) promovem, desde junho, a campanha “Você Não Está Só”, com o objetivo de sensibilizar todos e todas a denunciarem situações de violência contra mulheres, crianças e adolescentes que podem ficar ainda mais vulneráveis com as medidas de isolamento social. A ação ganha reforço com o apoio de membros e servidores da Defensoria em Araguatins, Dianópolis, Paraíso do Tocantins e Taguatinga, que entraram na Campanha para enviar a mensagem de conscientização diretamente às pessoas assistidas.

O destaque da campanha é o vídeo produzido pela Defensoria Pública para alertar todos e todas, principalmente as pessoas próximas às vítimas de violência doméstica, sobre como denunciar e a importância de se fazer a denúncia, mesmo que o denunciante não seja a própria vítima ou tenha relação familiar com ela. Em formato mudo, o vídeo foi estrategicamente produzido sem som para que as pessoas que tenham acesso a ele possam assistir ao conteúdo de forma tranquila e sem chamar a atenção, uma vez que é necessário considerar que é possível que o agressor resida na mesma casa que a vítima.

A adesão das equipes da Defensoria em Araguatins, amplia a campanha sob dois aspectos: um deles são as informações sobre como denunciar específicas para cada município, diferentemente do vídeo principal em que são apresentados os dados gerais para todo o Estado; outro ponto relevante é a proximidade das pessoas com a comunidade, já que os membros e servidores que aparecem nos vídeos regionais da campanha são pessoas que os assistidos e assistidas da referida cidade já conhecem.

De acordo com a coordenadora do Nudem, defensora pública Franciana Di Fátima Cardoso, a proposta é ampliar a confiabilidade da Campanha, já que as pessoas que estão nos vídeos transmitindo a informação sobre a importância da denúncia contra violência doméstica são pessoas da mesma comunidade do assistido (a), fazendo, portanto, parte de sua rede de contatos na Defensoria Pública.

“Iniciamos com um vídeo mudo para todo o Estado dando a cara da campanha. Mas a proposta dos vídeos regionais é ampliar esse alcance levando a mensagem sobre violência doméstica para as pessoas assistidas por pessoas que elas conhecem e já têm uma relação de confiança e de serviço público”, disse a Defensora Pública.

Os vídeos regionais da campanha estão disponíveis a seguir. Todas as peças publicitárias podem ser compartilhadas por qualquer pessoa que queira divulgar o conteúdo informativo e de conscientização.

Fonte folhadobico
você pode gostar também